Search

NÃO À VIOLENCIA


Sou contra a violência em todas as suas expressões. Não concordo com a leitura feita pelo deputado Marciano Indi, mas o que aconteceu ontem foi um ato Antidemocrático. Convém dizer que é lamentável ver certos compatriotas meus a tentar normalizar num estado de direito democrático, atos desta magnitude. Não podemos usar a força ou a violência estrutural para impor a nossa agenda política. Embora, nós humanos temos a capacidade para infligir dor, mas também temos a capacidade para cooperar e escolher o caminho não-violento perante situações de conflito. É imperativo relembrar o atual regime de que existem dois caminhos para alcançar a Paz:


  • O caminho mais CURTO é caminhar diretamente em direção à PAZ, usando ferramentas não-violentas para abordar situações de conflito. Querendo assim disser, construir um ambiente seguro, sem ameaças ou violências, tanto na lei quanto na prática.

  • O caminho mais LONGO é caminhar em direção à violência, que requer uma inversão do sentido de marcha para que eventualmente à paz se tornar uma realidade.


Não podemos continuar assim, a pessoa que deu ordens para executar esta operação precisa de ser responsabilizado pela brutalidade.


Rápidas melhoras senhor deputado

0 views

A Consciência Social

©2018 BY A CONSCIÊNCIA SOCIAL.